quarta-feira, 22 de agosto de 2012

CONCERTOS PARA BEBÉS | Um bebé latino americano


"Um projeto de Paulo Lameiro.
 
Encontrámos o David Ramy a cantar para uma bebé. Ele canta com duas caixas. Os bebés adoram caixas. Uma das caixas tem 6 cordas apertadinhas que vieram de Cuba, elas dançam com o Ramy para as crianças. A segunda caixa não tem cordas que se vejam, mas o David pinta-a com muitas cores e canta com ela, com a caixa sem cordas
.
Canções lindas da Argentina e do Perú, mas sempre com Cuba no coração. O Paulo, a Cristiana, a Isabel e a Ana bem tentam cantar como o David, mas falta sempre alguma coisa. A Inesa vai dançar, e todos vamos voar sobre o Atlântico. Que alegria boa vai deixar o David nas caixinhas de quem se lhe juntar.
Ninguém vai ficar cá... 

Os Concertos para Bebés são uma produção portuguesa pioneira no domínio das artes performativas para a primeira infância. Tiveram início em novembro de 1998 numa cidade no centro de Portugal, Leiria, e é seu autor o professor e musicólogo Paulo Lameiro. Têm a sua origem no trabalho com bebés desenvolvido pela Escola de Artes SAMP desde 1991 no programa Berço das Artes e são fortemente inspirados pela Teoria de Aprendizagem Musical do professor e pedagogo norte-americano Edwin Gordon.

Depois de percorrerem as principais salas de concerto portuguesas estão presentes na programação de algumas das principais salas de concerto da Europa.

Indicado para crianças dos 3 meses aos 3 anos

Preços:
Adulto + bebé até 18 meses (42 lugares em almofadas): 17,50 euros
Adulto + bebé dos 19 aos 47 meses (33 lugares em almofadas): 17,50 euros
Público com mais de 47 meses (105 lugares em cadeiras): 12,50 euros
Sem descontos.
Aos bebés até aos 47 meses só será permitida a entrada com bilhetes de almofada."

sábado, 18 de agosto de 2012

Como controlar as birras


 Gostei muito de ler....

Como controlar as birras

terça-feira, 14 de agosto de 2012

sábado, 11 de agosto de 2012

Excesso de sensibilização...


Em pleno IPO senti uma revolta no estômago, mais do que isso ... um murro... quando assisti a situações de demagogia e frase chavão que me fizeram refletir até mais não!!!

Resumindo ... quando se sensibiliza demais estamos nós também a descriminar... a diferença não deve ser enaltecida nem nomeada para um tratamento melhor, mais atento ou até especial, devemos sim ser cuidadosos, atenciosos e coerentes, como devemos ser com todos os que nos rodeiam. 

Devemos mesmo ter atenção com algumas frases que vamos dizendo, ouvindo e repetindo, como estas:

"(...) estamos cá para ajudar toda a gente tal como ajudamos todos os outros (...)" - então existem nós e os outros?
"(...) você é como se fosse igual a nós (....)" - então é como se fosse, pois não é?
"(...) a senhora tem mais direito do que nós! (...)" - então os direitos humanos são ou não para TODOS?
"(...) a partir de agora vai aprender a viver assim, como se fosse uma pessoa normal (...) "- ui uma pessoa normal, o que é isso???

Frases como esta descriminam e mais... fazem um apelo à xenofobia, pois basta mudarmos de lar ou de região e temos uma cultura diferente...daí o apelo: englobar e respeitar naturalmente é positivo, generalizar, enaltecer a diferença, bajular não...

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

"... e os pius pius perto de nós..."

É uma ideia bem engraçada, experimentem aí em casa... eu experimentei e deixei os miúdos loucos, até o meu Lourenço de 4 meses fica num "xitex" quando os vê...

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Obrigada Ritinha...


Obrigada por estares ao lado do meu, nosso, grupo e apoiá-los nas descobertas mais relevantes, nos momentos especiais, nas peripécias mais incríveis e em situações de verdadeira autonomia e desenvolvimento real, eficaz... daquele vivido e experienciado, sentido na primeira pessoa.

Foi bom mais uma vez chegar à escola e ver-te na piscina com eles, brincando e rindo com uma cumplicidade, que me fez roer de inveja boa... foi bom vê-los aos pulos molhados e fresquinhos super dinâmicos, autónomos e muito, mesmo muito, felizes... este grupo é um grupo de felizes... mesmo... cada vez mais sinto isto!!!